<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=503307386734427&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
Grade Curricular

GRADE CURRICULAR

 

Mensalidade

MENSALIDADE

Valor: R$ 1.050,00

Mensalidade com desconto pontualidade: R$ 682,50

Mensalidade com desconto convênio: R$ 630,00

Matrícula com 50% de desconto

01 Matrícula + 18 Mensalidades

OBS.:Taxas e Encargos a serem assumidos pelos alunos após vencimento: multa de 2%+1% ao mês

Horários

HORÁRIOS

Sexta à noite, sábado pela manhã e tarde e domingo pela manhã.

 

SOBRE O CURSO

A Sociedade Internacional para Estudo da Dor (IASP) revela que nos Estados Unidos cerca de 100 milhões de cirurgiasacontecem anualmente, e mais de 80% destes pacientes cirúrgicos relatam dor pós-operatória. Nos serviços de emergência,mais de 70% dos atendimentos são devido à dor, sendo a dor de cabeça aguda responsável por 2,1 milhões dessas visitas.Apesar dos avanços substanciais na investigação da dor, nas últimas décadas, o controle inadequado da dor aguda ainda é maisa regra do que a exceção. Diversos estudos mostram que menos da metade dos pacientes no pós-operatório recebem alívioadequado da dor.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), em média 30 % da população global sofra com dorescrônicas. No Brasil, esse número equivale a 60 milhões de brasileiros. Considerando todos os aspectos que a dor afeta aqualidade de vida das pessoas, o conhecimento para adequado gerenciamento da dor se faz necessário. O curso convida todosos profissionais da área da saúde a aprofundarem seus conhecimentos para prestar assistência integral aos pacientes comdores agudas e crônicas.O Centro Universitário UNDB, que é referência no Ensino de Graduação e Pós-Graduação no Estado do Maranhão,lança o Curso de Pós-Graduação Dor, de maneira inédita, com uma proposta diferenciada para que os profissionais da área dasaúde possam atingir qualificação de excelência para o sucesso profissional.

Pós-Graduação em Dor: o que é?

A incidência de dores crônicas no dia a dia dos brasileiros (e cerca de 30% da população mundial)  torna essencial o enfrentamento desse problema. A mais comum de todas as dores crônicas é a cefaléia (dor de cabeça). Ao acometer uma parcela de adultos em idade de trabalho, a dor acaba sendo a responsável pela incidência cada vez maior de licenças e afastamentos.

Estudos mostram a associação da dor a pessoas de baixa renda, menor escolaridade, alcoolismo, gênero feminino e alterações  de saúde mental. Visando o melhor atendimento aos pacientes, a Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor (SBED) criou a campanha nacional BRASIL SEM DOR, que propõe medidas efetivas para combater o subtratamento da dor, aprimorar a sua avaliação e monitorar a qualidade da terapia da dor nas unidades de saúde.

Além disso, há também a questão do custo gerado por um paciente com dor crônica, que chega a ser mais que o dobro do que um indivíduo com queixas de dor. A conta com remédios, consultas e serviços médicos pode chegar a R$ 56 milhões/ano.

Levando em consideração todos os aspectos impactados pela dor na qualidade de vida das pessoas, a especialização em Dor tem como objetivo ensinar os profissionais a atender e tratar pacientes portadores de doenças crônicas utilizando técnicas modernas.

Por que fazer Pós-Graduação em Dor?

A ideia de formação na área de Dor tem o intuito de qualificar os profissionais para que sejam capazes de minimizar as consequências psicossociais e econômicas causadas pelo quadro, que afeta pelo menos 30% da população segundo a SBED , sendo que de 10% a 40% dessas pessoas têm um quadro persistente.

O foco é reconhecer as incapacidades físicas e emocionais, e descobrir como amenizá-las ou extingui-las. Os profissionais devem saber reconhecer e tratar as principais síndromes dolorosas, compreendendo diferentes fases da vida através do conhecimento científico.

O profissional que se especializar nessa área desenvolverá estudos sobre os dois tipos de dores existentes: a aguda e a crônica. A primeira geralmente está ligada a alguma lesão no organismo e quase sempre consegue ser resolvida com o diagnóstico correto. Já a segunda, independe de a causa ter sido solucionada, sendo algo persistente na vida do paciente.

O que se aprende em Pós-Graduação em Dor?

O foco principal é a compreensão da dor em todos os seus espectros  e como tratá-la adequadamente, e para isso as seguintes disciplinas são apresentadas no curso:

  • Fisiopatologia e epidemiologia da dor
  • Síndromes dolorosas agudas e crônicas
  • Tratamento farmacológico e não farmacológico da dor
  • Métodos de avaliação e diagnóstico da dor
  • Dor neuropática
  • Dor em geriatria
  • Dor orofacial e cefaleias
  • Dor em Reumatologia
  • Dor em Oncologia e Cuidados Paliativos
  • Dor em Pediatria
  • Medicina Física e Reabilitação na dor musculoesquelética
  • Exercício físico e Dor crônica / Lesões relacionadas ao esporte
  • Diagnóstico e Tratamento das dores relacionadas à coluna vertebral
  • Intervenções multidisciplinares para pacientes com Dor Crônica
  • Nutrição e Dor crônica

Resumidamente, o tratamento da área da dor deve ser embasado em um três pontos: educação do paciente sobre a sua real condição, tratamento farmacológico e não farmacológico, este último atuando no autoconhecimento do paciente visando a sua reabilitação.

Como é o mercado de trabalho nessa área?

Com o avanço do tratamento da dor nos últimos anos no Brasil, houve o aumento de profissionais de saúde interessados na área. Com isso, os pacientes têm procurado mais por profissionais qualificados.

É um mercado em constante atualização com a realização de diversos trabalhos e congressos, incentivando a pesquisa e capacitação desses profissionais. Consideramos que a área deverá crescer mais nos próximos anos, principalmente, por envolver profissionais de diversas especialidades.

Por que estudar na UNDB?

As instalações da UNDB são de última geração:

  • Todas as salas são equipadas com devices Apple, permitindo uso de ferramentas interativas
  • Salas 3.0 e Sala Gamificada: transforma o processo da aprendizagem de uma forma divertida e interativa. Os alunos aprendem através de desafios, problemas reais e jogos, ou seja, aprendem fazendo, em seu próprio ritmo.
  • Espaço TEIA (Tecnologia, Empregabilidade, Inovação e Aprendizagem): Garante aos alunos egressos da UNDB oportunidades profissionais diversificadas por meio de parcerias com grandes empresas locais e nacionais.

Qual o perfil do participante?

Todos os profissionais da área da saúde estão convidados a se tornarem especialistas em Dor: fisioterapuetas, dentistas, enfermeiros, médicos, nutricionistas, farmacêuticos, educadores físicos e até mesmo psicólogos, que nesse caso tratarão dos aspectos ligados à mente, que podem derivar dos casos de impossibilidade de realizar tarefas básicas do cotidiano, transformando-se assim em casos de ansiedade e depressão.

UNDB_CTA 

Para saber mais, por favor, preencha o formulário!