<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=503307386734427&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Blog da UNDB

Como é o mercado de trabalho para o analista de sistemas?

Postado por Dennis Mantovani em 13-03-2020 18:45

Analista de sistemas de frente a computadores  com códigos de programação na tela

Todas as carreiras ligadas à Tecnologia de Informação estão em ascensão e com um mercado extremamente aquecido, cheio de oportunidades. O cenário não poderia ser diferente para quem decide seguir a profissão de analista de sistemas. 

Em 2018, o curso foi o que teve o maior número de inscrições no Sisu (Sistema de Seleção Unificado) e entre 2009 e 2012 essa foi a carreira que mais gerou postos de trabalho no país. Os números não mentem: realmente a área de Análise e Desenvolvimento de Sistemas está com tudo.

Mas será que essa é uma onda que veio para ficar? Quais são as áreas de atuação? O que um analista de sistemas faz, de fato? Descubra a resposta para essas e outras perguntas neste post!

Como funciona o tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Mas antes de entrar com força total no mercado de trabalho, é preciso fazer uma formação de qualidade, que garanta uma excelente base de conhecimento. O curso pode ser oferecido com tecnólogo ou pós em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, sendo que a primeira opção é a mais comum e é sobre ela que vamos falar.

O curso de tecnologia nesta área tem a duração de cerca de 2 anos e é uma graduação com uma intensa carga prática. O objetivo é que os egressos saiam do curso com habilidades de alta aplicabilidade e prontos para serem imediatamente absorvidos pelo mercado.

Durante a formação, os estudantes aprendem sobre programação e design para a web, bancos de dados, estatísticas, sistemas de informação e operacionais. É importante ter uma boa noção de Matemática para conseguir acompanhar todos os conteúdos desde o início e se dar bem na profissão, que exige muitos cálculos.

O que faz um profissional formado nesta área?

O analista de sistemas é responsável, como o nome explicita, por desenvolver sistemas informáticos com uma excelente capacidade de armazenamento e transmissão de informações. Esses sistemas podem ser softwares ou hardwares, ou seja, tudo depende da necessidade da empresa e da habilidade do profissional.

De uma forma ou de outra, ele terá que pensar em soluções tecnológicas para resolver um ou vários problemas específicos. Para isso, terá que entender muito bem sobre cada projeto em que decida trabalhar. 

Análise e Desenvolvimento de Sistemas: mercado de trabalho

Umas das coisas que mais atrai os candidatos para o curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas e, posteriormente, para este mercado são as possibilidades de atuação. O profissional pode trabalhar com diversas frentes, em empresas de diferentes setores  e ainda assumir os mais distintos cargos.

Basta que uma companhia tenha algum processo informatizado, o que é bastante comum atualmente, que já há espaço para um analista. Além disso, os salários são atrativos mesmo para quem está em início de carreira. 

Veja agora algumas das principais carreiras que um analista de sistemas pode seguir e entenda um pouco mais sobre cada uma delas.

Administração de Banco de Dados

Você certamente já ouviu falar que os dados, na era da internet, valem ouro. E valem mesmo! É por isso que as empresas precisam cuidar com afinco dos seus bancos de dados.

Neste ramo, os analistas implanta o banco, gerencia as informações contidas nele e cuida da sua segurança. Esse é um cargo bastante estratégico e que está no topo das saídas profissionais para quem faz este tecnólogo. Segundo dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), o salário médio desta carreira é de R$ 6.381,98.

Desenvolvimento de Software

Os desenvolvedores também estão entre os profissionais mais solicitados dentro da área. É seguro dizer que a demanda neste momento é maior do que a procura, fazendo com que a taxa de empregabilidade seja bastante elevada.

A função do desenvolvedor é trabalhar na criação de software que vá de encontro às necessidades da empresa que o contratou. Para isso, deve utilizar muito cálculo e todas as estratégias que aprender na graduação, sempre levando em conta a segurança e a usabilidade.

De acordo com o Caged, a remuneração média para esse cargo é de aproximadamente R$ 3.997,63, podendo o teto chegar aos R$ 10.261,73.

Projetos de Sistemas de Informação

O projetista pesquisa arduamente para desenvolver um sistema de informação do zero, seguindo todos os protocolos necessários. Depois da implantação, ele precisará fazer a manutenção do mesmo, diagnosticando qualquer falha e trabalhando nas melhorias e otimizações.

Segundo os dados da empresa de consultoria Glassdoor, a renda mensal de um projetista ronda os R$ 5 mil.

Administração de Redes

Assim como a Administração de Banco de Dados é uma função estratégica, a Administração de Redes também é. O trabalho envolve muita responsabilidade também porque basicamente todas as tecnologias de informação da companhia para qual trabalha estão sob a sua gestão. 

Isso significa que os parâmetros são definidos por este profissional, assim como as configurações predefinidas. De uma forma mais resumida e comparativa, se o designer é responsável pela identidade visual de uma empresa, o administrador de redes é aquele que tem a identidade tecnológica sob a sua alçada. Para todo esse trabalho, a média salarial é de R$ 4.831,78.

Essa é apenas uma pequena parte de todo o potencial que há na área de Análise de Sistemas. Seja em São Luís ou no mundo, as portas estão abertas, bastando ter um passaporte: educação de qualidade. 

Veja o que faz um tecnólogo em Análise de Sistemas!

Tópicos: Mercado de Trabalho, analista de sistemas

Inscreva-se para receber posts novos!

Postagens recentes

Tópicos

ver mais